PORTO ALEGRE | Av. Ijuí, 533

Segunda a Sexta das 9h às 19h

Sábado das 9h às 17h

(51) 3321-2559

(51) 3388-6004

(51) 99291-9172

Não mate, trate! Campanha alerta sobre os perigos da Leishmaniose

Você conhece a Leishmaniose? É uma doença comum à zona rural, mas casos já foram registrados em cidades do sul, como Florianópolis e Porto Alegre.

É extremamente perigosa, já que não tem cura e pode matar. Ela é considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) uma das seis doenças parasitárias mais importantes do mundo, principalmente por ser uma zoonose - que atinge tanto humanos como animais.  

Ela é transmitida através da picada de um mosquito contaminado, mas não é contagiosa. Mesmo assim, pode levar os cachorrinhos a um fim triste, como a eutanásia.  

A Leishmaniose Visceral é causada por um parasita e está presente no mundo todo

A transmissão acontece a partir da picada de um mosquito palha, que pica um animal contaminado e depois um humano, ou vice-versa. A Leishmaniose Visceral Canina não é transmitida por mordida, arranhão, lambedura, urina ou fezes do cachorro.

Nos cães, a doença é silenciosa em 60% dos casos.

Os principais sinais:

  •  Perda de peso

  • Machucados na pele,

  • Muita fadiga

  • Crescimento exagerado das unhas.

Muitas pessoas enxergam saída na eutanásia, mas é falta de informação, já que existem maneiras de tratar o problema. Com  o medicamentoadequado, o parasita é inibido e sua reprodução controlada, impedindo que o mosquito que picou o cachorro contaminado transmita a doença.

Algumas ideias para impedir a proliferação  

  • Uso de repelentes

  • Limpeza periódica dos quintais das casas

  • Retirada de frutas, decomposição e material orgânico, bem como folhas que caem das árvores

Além disso, a vacina é comercializada no Brasil desde 2004. O ideal é que seja dada aos cães no quarto mês de vida em 3 doses separadas. A promessa de eficácia gira em torno dos 98%.  Normalmente, esse medicamento possui a miltefosina em sua composição, um princípio ativo que age na membrana do parasita, provocando sua morte e evitando sua reprodução.

O ÚNICO ANIMAL QUE DEVE SER COMBATIDO É O MOSQUITO!

O medicamento melhora as condições do cachorro com a doença. Por isso, cada vez mais é importante conhecer a Leishmaniose e tudo que existe por trás dela. Praticar a prevenção e optar pelo tratamento dos animais é sempre a melhor solução.

Acompanhe nas redes sociais

 

Atendimento

PORTO ALEGRE | Av. Ijuí, 533

Segunda a Sexta das 9h às 19h

Sábado das 9h às 17h

(51) 3321-2559

(51) 3388-6004

(51) 99291-9172

 

Cachorraria