PORTO ALEGRE | Av. Ijuí, 533

Segunda a Sexta das 9h às 19h

Sábado das 9h às 17h

(51) 3321-2559

(51) 3388-6004

(51) 99291-9172

O calor está bem mais ameno, mas o frio mais intenso ainda não chegou. A mudança de estação do verão para o outono, até a chegada do inverno, é uma época em que você precisa estar muito atento ao seu pet. Cachorros e gatos têm tendência a sofrer mais nesse período, principalmente com problemas respiratórios.

Por isso, seguem alguns alertas e dicas para que você não precise correr para o veterinário, pois, de acordo com estatísticas, se verifica um crescimento de até 30% nos atendimentos neste período.

Doenças respiratórias

Vírus e bactérias atacam animais provocando doenças respiratórias nesta época. E são semelhantes aos sintomas que afetam seres humanos, como tosse, febre, espirros, coriza e falta de apetite. Evite que seus pets peguem ventos gelados e acabem se resfriando.

Carrapatos

Infestações de carrapatos em cães são típicas do outono, isso porque as pastagens ficam mais secas, o que favorece o aumento na população desses insetos. Por isso, evite leva-lo em campos, ao menos nesta época.

Cuidados com os olhos

A higiene na região dos olhos é fundamental, pois quando o tempo começa a esfriar, fica mais seco, reduzindo a quantidade de lágrimas nos olhos. Isso deixa seu pet mais vulnerável à poluição, bactérias e vírus.

Osteoartrose

Umidade e frio incomodam seres humanos e não é diferente com seus animais de estimação. Sintomas de doenças crônicas articulares podem surgir decorrentes da umidade e do frio. São chamados de osteoartrose. Fique alerta em relação à coluna do seu cão ou gato, e se perceber que ele sente alguma dor, marque uma consulta com o veterinário.

Vacinação

Uma vacinação eficiente e eficaz precisa estar em dia. Mais ainda quando o outono chega, pois é quando aumentam os casos de gripe. Cuidados redobrados com os animais novos e os idosos, pois o sistema imunológico deles é mais frágil. Esse cuidado serve para todos os pets, inclusive para aqueles que nunca saem de casa.

Quando você leva seu cão para passear e ele encontra outros amigos de quatro patas, o que costuma acontecer, se a aproximação é pacífica? Os focinhos entram em ação e é uma verdadeira “cheiração” daqui e de lá. Isso porque os cães utilizam seu olfato para obter informações. Eles descobrem o que o outro come, qual o gênero e mesmo como está seu humor. Tudo só de farejar o colega.

Você decidiu que estava na hora de ter um companheiro de quatro patas. Escolheu um cãozinho para cuidar e o recebeu de braços abertos para todo o sempre. Mas é sua primeira vez e você não faz ideia de como ensiná-lo a não fazer xixi e muito menos cocô dentro de casa.

0604cachorrariablog

Basicamente, um cachorro feliz é aquele que tem saúde física e emocional. A felicidade do animal de estimação é uma preocupação constante para seus donos. Alguns comportamentos vão comprovar que seu cão é feliz.

Resposta: você até pode dormir com o seu cachorro em sua cama, mas não deveria. Não deveria porque é importante para o animal que exista hierarquia, onde você é o líder e não apenas o amigo do cachorro. No entanto, quando você permite que o seu animal durma na sua cama, a hierarquia é quebrada e, consequentemente, o animal não lhe respeita como o seu líder.

Embora a tarefa não seja das mais agradáveis, o fato é que observar as fezes do seu pet - seja ele um cão, gato ou outra espécie – pode permitir que você descubra algum problema de saúde bem no início.

O carinho é a melhor forma de estreitar os laços do dono com o seu cachorro. E entre as várias formas de demonstrar nosso amor pelo animal, o carinho na barriga é preferido do “melhor amigo do homem”. Mas a razão pela qual o seu cachorro adora receber carinho na barriga, você sabe?

Acompanhe nas redes sociais

 

Atendimento

PORTO ALEGRE | Av. Ijuí, 533

Segunda a Sexta das 9h às 19h

Sábado das 9h às 17h

(51) 3321-2559

(51) 3388-6004

(51) 9291-9172

Cachorraria